Dia da Defesa da Fauna

O Brasil é o país com a maior biodiversidade de fauna e flora do mundo. Segundo o ICMBio são mais de 120 mil espécies de invertebrados e aproximadamente 8930 espécies vertebrados (734 mamíferos, 1982 aves, 732 répteis, 973 anfíbios, 3150 peixes continentais e 1358 peixes marinhos). Contundo, nos últimos anos o acelerado crescimento urbano tem gerado inúmeros impactos no ambiente, ocasionando um grande estrago em hábitats naturais e levado ao desaparecimento de muitas espécies, colocando 1.173 espécies em lista de ameaçadas de extinção. Hoje a preservação de espécies da natureza é uma enorme batalha, sendo que é uma obrigação do poder público e da sociedade protegê-las, porém o próprio ser humano é a maior ameaça das florestas com algumas atividades que fazem parte de uma longa lista de fatores que causam prejuízos incalculáveis e irreparáveis para a manutenção da biodiversidade como, caça e pesca predatórias, construção de hidrelétricas, instalação de indústrias, garimpo e projetos agropecuários e o tráfico de animais silvestres que é uma das maiores atividades predatórias existentes. O Dia da Defesa da Fauna é celebrado no dia 22 de setembro, é um dia de conscientização, que visa chamar atenção da humanidade para o tráfico de animais silvestres, desmatamento das florestas e ocupação populacional desenfreada. No entanto, mesmo com a Lei de Crimes Ambientais 9.065 e a fiscalização, hoje, somam-se 12 milhões de animais retirados das floretas brasileiras a cada ano e grande parte morrem no transporte. Em 1937, para maior conservação da fauna e flora, foram criadas as UCs – Unidades de Conservação, que tem como objetivo proteger a biodiversidade e recursos naturais do país. Então, vamos colaborar com a preservação da fauna! É um compromisso de todos nós analisarmos a nossa biodiversidade respeitando e cuidando de nossa natureza.

Por: Rayan Rubens

Compartilhar.